Blog Coccinella

Diferente. Divertida. Feminina. Autêntica.

Irving Penn

Olá pessoas, o fotógrafo Irving Penn que vou citar hoje já foi escolhido faz muito tempo. Mas por incrivel que pareça citá-lo agora parace muito mais correto. Não sei se isso acontece com todos vocês, mas para mim estradas tendem a me fazer a pensar sobre a vida. E ontem enquanto estava viajando pensei sobre quantas coisas que eu gosto de fazer e estou deixando passar, coisas emocionais, mas também no quesito trabalho. Muitas vezes nos focamos só no que parece concreto, no caso do trabalho, o que parece que terá mais lucro e esquecemos que tudo tem lucro, mas de formas diferentes.  Que um editorial de moda é ótimo, mas fazer um book de uma família e sair fotogranfando as ruas é igualmente prazeroso. Bom para concluir meu pensamento, foi a frase do fotógafo Irving Penn “ Fotgrafar um bolo pode ser arte” que me fez conlcuir que a fotografia como um trabalho é ótima, mas ela continua sendo arte. Então exercite sua arte da forma que lhe convem e leva isso para o seu trabalho, pois pra causar emoção, precisa usar também usar dela.“ Uma boa fotografia é aquela que comunica um fato, toca o coração , e deixa o espectador de uma pessoa alterada para tê-lo visto, está em uma palavra, eficaz”.

 

 

Irving Penn foi um fotógrafo americano ( 16 de junho de 1917 – 7 de outubro 2009) que se tornou conhecido por seus retratos e fotografias de moda. Trabalhou por muito anos na Revista Vogue, e em 1953 montou seu próprio estúdio. Foi um dos primeiros fotógrafos a usar fundo cinza ou branco, e soube usar dessa simplicidade de maneira muito mais eficaz que outros fotógrafos.

 

 

Penn também usou de outras técnicas em seu estúdio, como quando construiu um conjunto de cenários em ângulo vertical, para formar um canto, um ângulo agudo.Com essa técnica fotografou  Martha Graham, Marcel Duchamp, Pablo Picasso, Georgia O’Keeffe, W. H. Auden, Igor Stravinsky e Marlene Dietrich.

Em 1950 se casou com sua modelo favorita, Lisa Fonssagrives. Tiveram um filho juntos, o designer  Tom Penn.

 

 

Irving Penn também fotografou natureza morta e objetos encontrados em arranjos incomuns, sempre com muita riqueza de detalhes. Seus assuntos fotográficos eram sempre muito variados , e muitas vezes estavam a frente do seu tempo. Um exemplo são suas séries de nus dispondo as formas físicas variando de estreitos até o mais ondulados e abertos, foram fotografados em 1949-1950, mas só foram exibidos em 1980.

 

Livros escritos por Irving Penn

• (2004) A notebook at Random (ISBN 0-8212-6192-4)

• (2004) Photographs of Dahomey (ISBN 3-7757-1449-9)

• (2001) Still Life (ISBN 0-8212-2702-5)

• (1999) Drawings (ISBN 0-9665480-0-0)

• (1999) The Astronomers Plan a Voyage to Earth (ISBN 0-9665480-1-9)

• (1999) Irving Penn Regards The Work of Issey Miyake (ISBN 0-224-05966-1)

 

Relendo…

Imagem original:

 

 

Releitura:

 

 

 

Referência

http://www.fotografiadominicana.com/2006/04/11/grandes-maestros-de-la-fotografia-irving-penn/

http://www.cristinaarce.com/biografia_fotografo_penn_irving.html

http://annualia-verbo.blogs.sapo.pt/199097.html

http://www.fashionebook.com.br/e-book/?p=1536

http://www.myspace.com/irvingpennphotography

 

 

Agradecimento a Camila, modelo e maquiadora.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 07/09/2012 por em Fotografia e marcado , , .
%d blogueiros gostam disto: